05/11/10

Dardos


«O Prémio Dardos é o reconhecimento dos ideais que cada blogueiro emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc.... que, em suma, demonstrem a sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre as suas letras e as suas palavras. Estes selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre blogueiros, uma forma de demonstrar o carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web.»

O distinto Miguel Gomes Coelho, alto editor do Vermelho Cor de Alface, nomeou aqui a Machina Speculatrix para o Prémio Dardos. Uma das coisas que, apesar de ser um pouco avesso a estas correntes, me tornam agradável o gesto de T. Mike, é o facto de ele ser dos que lêem os blogues por onde passam - em vez de só por lá passarem. É esse um dos fenómenos mais irritantes do bloguismo militante: gente que sobrevoa os outros só para picar um título, uma frase mal lida, muita pressa e pouca compreensão, e toca a criticar e a comentar o que pareceu de relance - e não o que lá está. Possuo vasta evidência de que isto acontece mesmo e massivamente. Pois, acho que T. Mike sabe ler - e lê mesmo! Daí que o seu gesto me agrade. Agradeço, pois.
Tenho, para dar um mínimo cumprimento às regras do Dardos, de indicar outros blogues para o mesmo fado. Serão poucos, que a crise é grande. Mas lá vai:

F-world

Catharshis

Homem do Farol

Metafísica da coincidência

mouseland

ALI_SE

Ferreira de Castro

Armazém de pedacinhos

Tempo de romãs

Confissão. Estes são alguns dos meus prazeres secretos.

Dizem-me que o Prémio Dardos tem as seguintes regras: exibir a imagem do Selo no blogue; revelar o link do blogue que me atribuiu o Prémio; escolher 10, 15 ou 30 blogues para premiar. Se os visados me lerem, façam como entenderem. E sejam felizes.

7 comentários:

Jaime disse...

Critério principal de atribuição, a avaliar pelos "condecorados":

não criticar demasiado o governo (uma criticazinha ou outra pode ser, desde que inócua, pois até fica bem e permite dizer que não se é seguidista - táctica utilizada pelo Porfirio silva desde há muito tempo)

Ana Paula Sena disse...

Muito obrigada, Porfírio!

É uma honra, para mim, fazer parte desta sua lista.

Um abraço.

Porfirio Silva disse...

Jaime, com todas as palavras e para fazer jus à minha fama de bruto: é preciso ser muito estúpido para reduzir tudo o que as pessoas podem ser (e escrever, e pensar) ao factor política-imediata (ser contra ou a favor do governo). Se esse é o horizonte do seu ser, é de uma pobreza confrangedora. Infelizmente, a sopa dos pobres não cura essa maleita.

Benjamina disse...

Porfírio

Esta minha falta de tempo para navegar na net é uma pena que eu tenho. Não consigo acompanhar devidamente os blogues que gosto, e depois dá nestes atrasos... foi só quando vim aqui fazer uma visita, com o intuito de lhe atribuir o Prémio Dardos, que reparei que tinha aqui o mesmo prémio para o meu Armazém de Pedacinhos.
Coincidências...

Muito obrigada pelo prémio, e pela satisfação de saber que gosta do que se vai passando lá pelo Armazém. Assim sendo, vou passar a pasta a outro blogue para perfazer os 15, mas fique sabendo que estava na lista :)

Um abraço

Porfirio Silva disse...

Benjamina, os bons espíritos... :-)

Abraço

Anónimo disse...

Merci bien, em português: o Jaime não percebe pevas. Em sueco muito obrigada. E se eu fosse da Finlândia? Diria moi-moi (a sério, diz-se móimói e vale para olá ou até já, dois em um).

frd

Porfirio Silva disse...

f, não tem de quê, como se dizia.

móimói, atão.