13/07/10

défices excessivos


A UE abriu procedimentos de défice excessivo contra mais quatro Estados-Membros: Chipre, Dinamarca, Finlândia e Bulgária. Agora, 24 dos 27 estão a ser "perseguidos" por esse mau comportamento. Só o Luxemburgo, a Suécia e a Estónia escapam.

E eu a pensar que isto só acontecia a Portugal, por culpa do malandro do Sócrates...

3 comentários:

Daniela Pamplona disse...

Dizer que uma crise profunda nas nossas finanças é culpa do Sócrates é, no mínimo, tontinho. Nem ele conseguia fazer tantas asneiras em tão pouco tempo... :)
Mas a culpa não pode morrer solteira: os sucessivos governos PS, PSD, permitiram e até incentivaram (de maneiras mais ou menos directas) que a crise nos batesse tão forte.
No entanto, podemos criticar nosso Primeiro Ministro pelas medidas do governo em resposta à crise... E aí... Ele é bem malandro...

Porfirio Silva disse...

Daniela, o tempo do "orgulhosamente sós" já passou há uns tempos. Essa história dos sucessivos governos, se até é acertada em certos aspectos, é pouco para explicar o que se está a passar. Mas não fujo ao facto de que o PS embarcou, há largos anos, em ingenuidades onde muitos outros também caíram.
Quanto à resposta à crise, concordo que este tipo de resposta tem muuuuuitos problemas, mas acho que já todos percebemos que estamos num mundo interdependente, não percebemos? Ou saímos da UE para fazermos o que bem nos apetece? Será essa a saída? Não me parece.

Daniela Pamplona disse...

Eu não falei em saír da U.E. isso seria outra discussão, mas vejamos que não há nenhuma lei, recomendação oficial que tenhamos de seguir que nos obrigue a cortar o subsidio de desemprego, ou nos salários, ou seguir estou ou aquela medida especial. Era o que mais faltava!
(Por exemplo, o tom da Sr. Angela Merkel é facilmente relacionado com as eleições na Alemanha e o clima político deste país, ora se ela está a defender o seu galinheiro, porque raio não defendemos nós os nosso?)