9.7.09

sermão aos peixes por um que não é antónio nem é santo



Prezais os homens úteis à vossa alimentação. Os comestíveis. E só depois os indigestos e os venenosos, os que não vos deixam compor o sono e os que perguntam, tanto perguntando até já não saberdes a resposta que sempre estivera pronta. Dos homens comestíveis sabeis os termos indígenas para os nomear, por espécie e por indivíduo; os sons que emitem e a que horas do dia ou da noite; a arquitectura dos membros e os planos das próximas viagens. E tratais de os ter à mesa. Mas dos homens indigestos só vedes como o seu brilho incomoda, cegando os olhos de candura e perturbando a coerência seca e pobre da teoria dos jogos. E só sabeis das plantas e frutos com funções terapêuticas que desfazem os gestos desses homens se aplicados nas devidas proporções. Em que quantidades, em que misturas, e com que persistência de aplicação maior aproveitamento se retira desse exército de antídotos que enchem enciclopédias de saberes iniciados. Enciclopédias inteiras somente sobre a técnica e a arte de contrariar os homens indigestos. E dos venenosos só sabeis os planos que incessante e eternamente se fazem para domesticar esses homens. E em cada caso estudado, chegado o estádio comparativo, o homem comestível é sempre de maior dimensão, mais sadio e mais saboroso do que o indigesto. E o homem indigesto, feitas todas as contas, é se calhar mais ameaçador do que o homem venenoso. E quem diz homem, diz Homem.



depois do rasganço, consenso e tranquilidade


Ferreira Leite quer "transformações profundas" em consenso, mas concorda com medidas sociais do Governo.

Manuela fala de "aquele consenso que é necessário para se fazerem transformações". Das duas uma: ou as transformações não ferem ninguém, ou os feridos concordam com o choque. No primeiro caso, essas transformações não o serão, de todo. No segundo caso, os feridos terão de ser sedados. Talvez pelos bonitos olhos de Manuela (que, pensando bem, não é o que a senhora tem de pior). A "tranquilidade" passou de Alvalade para a Lapa. Foi a forma de MFL rasgar o seu discurso do rasganço. É esta a "verdade" prometida?


8.7.09

ainda o RoboCup Júnior 2009 e as marcas que se fazem nas almas jovens

(Foto de Porfírio Silva)


Contra os rigoristas, eu entendo que a possibilidade de contacto com jovens de outros países, por ocasião de eventos educativos transnacionais, tem um valor próprio, irredutível ao conteúdo das aprendizagens "escolares". Porque estas outras aprendizagens deixam marcas, normalmente positivas, mas sempre formativas. Como esta "assinatura" de alunos de uma Escola Profissional portuguesa numa bandeira de outra língua e que viajará para outras terras. Como outras marcas que às vezes acontecem, até nas almas jovens censuradas.


crónicas do sr. Fernandes


Ex-autarca socialista foi intermediário no negócio suspeito do edifício de Coimbra .

«O antigo vereador socialista na câmara de Coimbra Luís Vilar foi intermediário na alegada venda irregular do edifício dos CTT de Coimbra e é acusado de prevaricação, tal como o presidente da autarquia, o social-democrata Carlos Encarnação.»

O actual presidente da Câmara, do PSD, é acusado da mesma coisa que um ex-autarca do PS. Mas o senhor Fernandes faz um título "independente".

De qualquer modo, todos eles são "suspeitos", como se diz no corpo da notícia. Mas não se diz no título. No título está lá "suspeito" mas não é sobre as pessoas: é sobre o negócio. Coisas do sr. Fernandes.

centrão


CDS propõe nova comissão de inquérito ao BPN e também ao BPP.

A "direita" queria imolar Constâncio por que não perdoa que o governador do Banco de Portugal tenha há uns anos "certificado" o défice monstruoso que o governo CDS/PSD tinha deixado escondido. A "esquerda" queria imolar Constâncio como substituição da impossibilidade de acabar com o capitalismo por decreto. E ficam todos muito zangados por uma comissão parlamentar de inquérito não servir para essas coisas. Esse é o verdadeiro "centrão": encontram-se a meio caminho entre duas vinganças falhadas para fazerem o que não se vê em país nenhum - comunistas e "democratas-cristãos" ombro a ombro no combate político.

questões bizantinas


Alegre afasta participação no programa do governo do PS.

Confesso que tenho uma curiosidade insaciável em saber que ideias Alegre poderia contribuir para um programa de governo. Ideias? Uma ideia que fosse. Para um programa de governo que seja para governar. Essa curiosidade, contudo, é mais difícil de satisfazer do que obter a resposta à questão "quantos anjos dançam na ponta de uma agulha".

(Claro, devia fazer um jeitão ao PS meter o homem em qualquer coisa com esse cheirinho a compromisso. Isso até percebo. Mas aí estamos a falar de coisas diferentes.)

7.7.09

um ensaio moral em política internacional


Prossegue a crise nas Honduras: Zelaya seguiu para Washington e pensa reunir-se com Hillary Clinton.


Um presidente do quintal dos EUA, considerado mais chavista e anti-americano do que outra coisa, é deposto pelos militares sob o pretexto de que se preparava para desrespeitar a constituição. Chaves até acusa os americanos de estarem na sombra do golpe. Mas os americanos condenam o golpe e, pelos vistos, talvez até se mostrem amigos do seu inimigo. Em nome da regularidade democrática. Então, esquecem o facto central das relações de forças, que têm de ser sempre empurradas para nos tornar mais fortes e mais fracos os adversários? Será que Obama pretende moralizar as relações internacionais? Isto ainda acaba mal...


os profetas da treta anunciaram...


Duplica percentagem de reprovações a Matemática nos exames do 12º ano.


«A média do exame nacional de Matemática A, 12.º ano, desceu de 12,5 para 10 valores, tendo mais do que duplicado a taxa de reprovação à disciplina, segundo dados do Ministério da Educação hoje divulgados. Para a tutela este resultado traduz “menos investimento, menos trabalho e menos estudo” do lado dos alunos, na sequência da “difusão da ideia que os exames eram fáceis” por parte da comunicação social.»

Mais um episódio da novela de sensacionalismo à volta dos exames. Uma novela de sensacionalismo em que o Público participa com fervor ideológico. Tomando os argumentos unilaterais como verdades definitivas. Usando tudo, incluindo os interesses dos alunos, como vítimas no altar do jogo político. E agora, o que vão dizer?

Louçã, um dos mais velhos políticos portugueses



Louçã não subscreve elogios de dirigente do BE a Manuel Pinho.


«O coordenador da comissão política do Bloco de Esquerda (BE), Francisco Louçã, demarcou-se hoje da apreciação do responsável da comissão de trabalhadores da Autoeuropa, António Chora, sobre Manuel Pinho no jantar de despedida do ex-ministro. António Chora, que integra a comissão política do BE, participou sábado à noite num jantar de despedida do ex-ministro Manuel Pinho, em Lisboa, e afirmou, segundo o "Diário de Notícias", que o ex-governante "fez muito pela indústria do país". Em declarações à Lusa, Francisco Louçã frisou que as palavras de António Chora não foram ditas "em representação do Bloco de Esquerda" e em nada significam divisões no seio da comissão política bloquista sobre a actuação de Manuel Pinho.»

Os truques dos políticos mais manhosos. Dos políticos velhos, da velha política. Que é o que Louçã é, não apenas por ser um comunista radical desde pequenino, com as manhas estranhas de uma seita ultra minoritária dentro dessa família, mas principalmente por ser hoje um tacticista da pior espécie, mostrando todos os truques retóricos da política de trazer por casa, em nome de quê? Da luta pelo poder. Não do poder dos trabalhadores. Mas do seu poder. O que se teme nestes homens não é o seu idealismo. Se ele alguma vez existiu. O que se teme nestes homens é que as nossas vidas estariam em perigo se eles algum dia tivessem o poder que realmente quereriam ter. É o que me faz rir dos que admiravam "a estatura" de Cunhal. Se ele algum dia tivesse chegado a sovietizar este país, esses admiradores ou se vergavam ou pagavam caro qualquer descaminho. Felizmente, nunca tivemos oportunidade de provar tal receita. Provaremos um dia da receita de Louçã? A crescente arrogância do homem faz crer que ele pensa que um dia chegará a sua hora. Infelizmente, muitos dos apoiantes do BE não percebem que certas máquinas de poder nunca mudam.

[O meu corrector ortográfico associado ao navegador insiste em que não é "Louçã" mas "Louça". Mas isso seria outra louça.]

Alegre, tal como o PSD, ...



Alegre lança repto a Elisa Ferreira e Ana Gomes para que optem por uma só candidatura.


«Tal como o PSD, também Manuel Alegre quer que a decisão tomada pela direcção do PS de proibir as duplas candidaturas tenha efeitos retroactivos. O mesmo é dizer que desafia Elisa Ferreira e Ana Gomes, ambas eurodeputadas e candidatas a câmaras municipais (Porto e Sintra), a renunciarem a uma das funções.»

Tal como o PSD, Alegre cava e cavalga a demagogia anti-políticos. O que os eleitores tinham a dizer sobre as candidatas que assumiram duas candidaturas, já o disseram em eleições. A diferença é que Elisa Ferreira e Ana Gomes têm profissões, que interromperam e prejudicaram para se dedicarem à causa pública. E Alegre há milhões de anos que se passeia pelo Parlamento e pelos congressos partidários a falar, só a falar, de preferência a falar mal de todos os que tentam fazer alguma coisa - até por que não tem profissão nenhuma a que pudesse voltar em vez da política. Se Alegre, "tal como o PSD" (como escreve o Público), quer que fazer política seja um exercício de destruição pessoal, talvez para obrigar os políticos à precariedade que ninguém quer para qualquer trabalhador, então está a agir acertadamente. A alternativa é que só os filhos de algo e os ricos se possam dedicar à política. É isso que Alegre quer, ele que preza tanto os seus antepassados nobres?

6.7.09

robots humanóides a jogar futebol



Dois pequenos exemplos de robots humanóides da "liga de plataforma padrão" (robots NAO) numa partida da fase final do RoboCup 2009 (em Graz, Áustria), que terminou ontem.




Um exemplo da dinâmica do jogo.


Um golo interessante.

Portugueses no RoboCup 2009: novas gerações de campeões


Voltemos ao relato do que se passou em Graz, no Campeonato Mundial do Futebol dos Robots, depois de dias agitados nas fases finais de todas as competições, ocasião para passarmos o tempo a correr de um lado para o outro para conseguir (tentar) estar a par de tudo o que estava a acontecer (e era muito). Neste apontamento vamos concentrar-nos nos resultados dos portugueses - onde teremos que sublinhar a importância e o volume de bons resultados alcançados pelas equipas portuguesas, principalmente no sector Júnior (se também valorizarmos, e valorizamos, a quantidade).

Na arena principal do RoboCup, as competições para equipas do ensino superior, a equipa CAMBADA, da Universidade de Aveiro, campeã mundial 2008 na Liga de Robots de Tamanho Médio, talvez a liga do futebol robótico mais significativa em termos científicos e de engenharia, conquistou este ano de novo um excelente resultado: um terceiro lugar na classificação geral. E, além disso, venceu um dos dois Desafios Técnicos: aquele que consistia em reconhecer a bola em jogo sem ser por meio de uma cor pré-determinada. O novo campeão é a equipa RFC Stuttgart.


CAMBADA, 3º lugar na Liga dos Robôs Médios e vencedores do Desafio Técnico I


Entretanto, no RoboCup Júnior, onde concorrem alunos do ensino básico e secundário, é que a avalanche de prémios de topo assinala uma participação portuguesa notável. Vamos por partes, e só ao resumo, porque já assim seremos longos.

No Futebol Robótico Júnior as equipas portuguesas competiram (na versão A) quer no nível Secundário quer no nível Primário (menores de 14 anos). Temos agora dois campeões mundiais no Secundário, que são duas equipas da Escola Profissional Cenatex: Cenatex 2 é campeã mundial por equipas; Cenatex 1 é campeã mundial por super equipas, além de ter obtido também o 3º lugar por equipas. (As super equipas são equipas de equipas, normalmente de países diferentes, criadas por sorteio, para estimular o intercâmbio e a cooperação entre os participantes, contando para a classificação o desempenho de todas).


Cenatex 2 , Campeões mundiais de Futebol RobóticoJjúnior (A, Secundário) por equipas



Cenatex 1, Campeões mundiais de Futebol Robótico Júnior (A, Secundário) por super-equipas


No Futebol Robótico de nível Primário, a equipa APCS Guarda – VidroEstor ficou em segundo lugar por super equipas.



Na Busca e Salvamento Júnior, nível Secundário, a equipa APCS Guarda – Montepio ficou em terceiro lugar por equipas e ganhou o Prémio da Melhor Apresentação, enquanto a Escola Profissional de Braga conquistou o 3º lugar por super equipas. No nível Primário, a Vivinho Team, do Agrupamento de Escolas de São Gonçalo, é campeã mundial em super equipas (ex aequo).

APCS Guarda – Montepio, Prémio para a Melhor Apresentação em Busca e Salvamento Júnior (Secundário)


Vivinho Team, Campeões mundiais de Busca e Salvamento Júnior por super-equipas (Primário)


Na modalidade de Dança, nível Secundário, a equipa The Birth of a Dragon, da Escola Profissional Gustave Eiffel, é campeã mundial por equipas (ex aequo); a equipa Roll Bots, da Escola E.B. 2, 3/S Vieira de Araújo, é campeã mundial por super-equipas (ex aequo). No nível Primário, a Naturateam, do Agrupamento de Escolas de São Gonçalo, venceu o Prémio Especial dos trajes.


The birth of a Dragon, Campeã mundial de Dança robótica (Secundário) por equipas (ex aequo)



Roll Bots, Campeã Mundial de Dança Robótica (Secundário) por super-equipas (ex aequo)

No conjunto, a participação portuguesa, se tem sido muito boa noutros anos, foi notável na edição 2009 do RoboCup.

Para o ano é em Singapura (e aí certo aspectos práticos tornam-se mais complicados).


(Nota: Iremos disponibilizando nos próximos dias, pouco a pouco, mais imagens desta edição do RoboCup, quer das equipas portuguesas, quer de outros aspectos do que lá se passou.)

Continuo a sugerir: vá pensando no significado de todos estes robots e, depois, participe na consulta orientada pela pergunta "As máquinas pensam?". Como? Votando ao cimo da página.