23/02/12

redondo vocábulo.


José Afonso morreu a 23 de Fevereiro de 1987. Mas não morreu.
Será aqui lembrado hoje de hora a hora.


Era um redondo vocábulo
Uma soma agreste
Revelavam-se ondas
Em maninhos dedos
Polpas seus cabelos
Resíduos de lar,
Pelos degraus de Laura
A tinta caía
No móvel vazio,
Convocando farpas
Chamando o telefone
Matando baratas
A fúria crescia
Clamando vingança,
Nos degraus de Laura
No quarto das danças
Na rua os meninos
Brincavam e Laura
Na sala de espera
Inda o ar educa.

4 comentários:

joaninha versus escaravelho disse...

Parabéns e obrigada pela iniciativa!
:)

Porfirio Silva disse...

Vamos celebrá-lo.

coraçãodemaçã disse...

«Alguns são pálidos, alguns são baços, uns são coloridos, mas de vez em quando aparece alguém iridiscente».
Palavras roubadas da boca de uma interesssante personagem do cinema.

Linda e justa homenagem a um homem lindo e justo :-)

Dri

Porfirio Silva disse...

Concordo, Dri.