27/01/11

quando a alemanha começa a ver mais longe do que a um metro dos seus próprios pés


Alemanha inclina-se para Governo económico na zona euro. «O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schaeuble, defendeu hoje que se esclareçam “rapidamente os passos a dar para criar um Governo económico entre os países da zona euro, aberto à participação de outros países da União Europeia. (...) Por seu lado, o presidente executivo do grupo Metro AG, o maior do retalho na Alemanha, Eckhard Cordes, veio dizer hoje que a Alemanha tem o “dever moral” de ajudar países endividados como Portugal e a Grécia. “Existe quase uma obrigação moral para que a Alemanha e as indústrias alemãs dêem apoio a países como Portugal e a Grécia”, afirmou Eckhard Cordes, que falava num dos painéis do Fórum Económico Mundial de Davos, Suíça, citado pela agência Bloomberg. “Temos de ter em mente todos aqueles frutos que fomos capazes de colher ao longo dos últimos anos”, afirmou.»

Sempre quero ver o que dizem agora aqueles (portugueses) que diziam há tempos que a Alemanha não tem nada que se preocupar com os outros, que nós é que tínhamos de nos desenrascar por "isto" ser tudo assunto nosso.

Sem comentários: