12/10/11

a França por vezes ilumina.



escrevi anteriormente para mostrar o meu apoio à opção dos socialistas franceses, que estão em primárias abertas para escolher o seu candidato presidencial. Abertas, quer dizer: quem simplesmente se declare solidário com os valores da esquerda e da república, e queira dar esse passo de aproximação ao PSF, pode votar para escolher o candidato. Defendi que se trata de uma excelente oportunidade para, genuinamente, abrir os partidos à participação cidadã.
Esta noite, os dois vencedores da primeira volta, adversários agora para a decisão final, François Hollande e Martine Aubry, estão a debater, em directo na TV. Estão a mostrar que, no essencial, estão de acordo: quanto ao que não querem do que está, quanto ao rumo geral do que é preciso fazer diferente. Estão a dar uma excelente mostra de unidade saudável, sem deixar de mostrar algumas diferenças de tom, e até de dar algumas bicadas suaves (indirectas). Contudo, no essencial, estão a contribuir enormemente para dar voz aos socialistas como um todo - e à forma como querem sair desta crise.
Os partidos não têm que se esconder da cidadania.


3 comentários:

António P. disse...

Boa noite Porfírio,
A França ainda ilumina ??!!
Eu teria preferido o título :
" Os socilaistas por vezes iluminam".
O que também não sido óbvio :)
Abraço

Porfirio Silva disse...

António, as luzes fraquejam muito, mas, contudo, desta feita, é de lá que vem um bom exemplo.

Jaime Santos disse...

Convem lembrar que nao e a primeira vez que a estrategia de primarias abertas a nao-militantes e tentada na Europa, ja aconteceu em Italia e nao e por isso que a Esquerda Italiana nao anda ha anos em crise. Para alem disso, convem nao subestimar Sarkozy nem a inclinacao natural dos Franceses para a Direita, pelo menos desde a fundacao da V Republica, ate por culpa da divisao da Esquerda e do caracter manifestamente arcaico de alguns dos seus movimentos. Mais, o PS deveria ter assumido uma via social-democrata e reformista ha seculos. Tudo vai agora depender do candidato/a que for escolhido e das suas propostas. Apesar de tudo, a participacao massiva dos cidadaos nas primarias representa claramente um bom augurio para o resto da campanha...