10/02/11

a fuga para o Egipto


Bloco de Esquerda vai avançar com moção de censura.

A estratégia presidencial de Louçã meteu o Bloco, mais o resto das esquerdas, no beco da reeleição de Cavaco Silva. O grande profeta tinha que tirar da cartola qualquer coisa que permitisse o velho expediente da fuga em frente, a ver se não se fala mais dessa desastrosa estratégia. Dias depois de ter explicado que isso era fazer o frete à direita, o BE anuncia uma moção de censura, com um mês de antecedência. Nada podia ser mais trágico para o financiamento da República nos mercados internacionais, e respectivas consequências económicas, do que um mês de fervura lenta. Mas isso não interessa nada a Louçã. O batido dirigente trotskista já só pensa numas merecidas (pensa ele) férias num país em estado de insurreição. O Egipto, por exemplo. Vamos ver se o BE tinha razão e o PSD agradece.

[Adenda: Já o PSD parece estar a pedir por favor que o pressionem: um grande partido esponja, que toma a forma que os apertões lhe imprimirem.]

(Na imagem: Jesus, Maria e José fogem para o Egipto.)

7 comentários:

Miguel Gomes Coelho (T.Mike) disse...

Como já escrevio hoje no FB este tipo não é um berloque é um alfinete de peito.
Um abraço, Porfírio.

Porfirio Silva disse...

Pelo menos no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa esse objecto tem um nome alternativo muito bizarro...
Agora a sério, Miguel, acho que não devemos dar a Louçã o brinde de o tratar como se ele fosse uma brincadeira: ele é um caso muito sério. Politicamente, este país deve-lhe muito. Muito desperdício, quero eu dizer. Falar dele como se ele fosse um enfeite só convém a quem não queira perceber o papel que ele realmente tem jogado.
Abraço.

MFerrer disse...

Não, de facto Louçã é para levar a sério.
Que o diga o Manuel Alegre, que o andou a servir, mas que foi ontem deitado para o caixote do lixo da história, pela putativa juve-mini-moção-de-censura...
Abraços

Porfirio Silva disse...

Exacto. Efeito colateral da tal "fuga para o Egipto". Até o Mubarak se pôs a andar quando leu o meu post e, com o fraco português dele, pensou que Louçã ia para lá...

Miguel Gomes Coelho (T.Mike) disse...

Porfírio.
Não foi essa a intenção até porque ele e o seu grupo representavam uma fatia importante do eleitorado e como tal, democraticamente, deve ser levado na devida conta.
Foi mais um desabafo perante uma impertinência...
Um abraço.

Maquiavel disse...

O Louçã diz e tenta fazer o que eu esperava que o Alegre fizesse dentro do PS, pelo menos desde 2006.

Alegre foi a maior desilusão que tive. E que passe para o caixote de lixo da História, porque merece.

Além de que, a bem ou a mal, não há ninguém que entenda mais de Economia que o Louçã. Aliás, porque é que o Cavaco é sempre o "Senhor Professor", mesmo tempo abandonado o Ensino sem dizer nada a ninguém, enquanto o Louçã é o "Chico", o "Padre", mesmo sendo o melhor "Senhor Professor" de Economia que cá existe?

Porfirio Silva disse...

Louçã escreveu coisas muito interessantes como economista heterodoxo, concordo inteiramente. Li-o nessa condição. Mas a política não é ciência. Aliás, nem a própria ciência política é política. Não confundamos.
E, já agora, deixe lá essa maldade de querer tratar Louçã como se trata Cavaco - como Professor...