12/01/11

o cravo e a ferradura


Cavaco dá informações em directo sobre leilão da dívida.

Cavaco diz que "as coisas não estão a correr mal neste momento", mas acrescenta que é preciso saber "de onde veio a procura".

Até vamos fazer de conta que não percebemos que Cavaco aproveita todas as ocasiões para minar a resistência da República. Parece que, desta feita, vai sugerindo aos jornalistas, como quem não quer a coisa, que investiguem se não são países suspeitos a aliviar a pressão sobre Portugal: vejam lá "de onde veio a procura". Mas posso estar enganado.
Por isso pergunto outra coisa: Cavaco investe alguma parte das suas poupanças em obrigações do tesouro da República de que é presidente? Talvez fosse uma boa propaganda para Portugal, mesmo que a taxa de juro ainda não esteja ao seu nível de exigência.


1 comentário: