08/01/11

BPP entra na campanha de Cavaco


BPP diz que Alegre conhecia campanha publicitária.

Legenda: Rendeiro, o banqueiro-maravilha, e Cavaco, o candidato 
que não tem explicações a dar a ninguém por ninguém ser tão honesto como ele.


 Manchete do Expresso de 8 de Janeiro de 2011:
"Cavaco comprou acções a 1 euro quando quase todos os accionistas pagaram entre 1,8 e 2,2"


2 comentários:

Anónimo disse...

Se o Rendeiro se lembra com tantos pormenores dum caso de 1.500€, o que poderá dizer dos milhões do falido BPP aos clientes enganados! Já não está no banco, como sabe os pormenores do recibo verde e do IRS, minudências tratadas pela contabilidade? O jornalista do Público não averiguou isso?A lógica desta gente é: se o Alegre recebeu 1.500€ por um texto publicitário, então justifica-se que o Cavaco tenha recebido lucros de 147.529,20€ por uma transacção de acções em que interveio o seu amigo e correlegionário Oliveira e Costa em circunstância duvidosas.Bem se vê o ridículo da comparação e da mesquinhez de querer encontrar telhados de vidro para encobrir telhados de ouro ENLAMEADOS!Além disso, a história contada pelo Rendeiro, a ser verdadeira, acaba por justificar o comportamento de Manuel Alegre, mostrando que ele se preocupou em cumprir a lei.

Porfirio Silva disse...

De acordo.