15/02/11

o Bloco não pode falhar o carnaval


Tendo sido agendada a discussão da moção de censura do BE para o dia 10 de Março, esse partido terá de fazer entrega do texto o mais tardar até ao dia 7, terça-feira de Carnaval.

Terá sido por causa disso que o líder parlamentar do Bloco tentou que se esquecessem de que havia uma moção de censura para agendar? Como escreve o Público: «Os partidos já tinham feito todas as suas propostas de agendamento de projectos e o Bloco não tinha referido a moção. Até que foi o próprio ministro dos Assuntos Paramentares, Jorge Lacão, a lembrar os bloquistas que não tinham agendado. José Manuel Pureza, líder parlamentar do BE, sabe o PÚBLICO, justificou que, afinal, a data da moção estaria adquirida.»
Pois. É como eu ir a tribunal e não apresentar peças processuais "a pensar que já toda a gente sabia".

Vale a pena lembrar:

Atenta no direito da prova e verás, o sistema produzindo a sua diferença,
que nem todos os factos do mundo são tramitados nesta instância,
que nem todas as leis dos reinos vigentes aprovisionam os tribunais competentes
e que, por isso, não é inútil apresentar em juízo coisas que toda a gente sabe,
pois verdades correntes nos céus e na terra que nunca foram reduzidas a peças processuais
alimentam continuamente os depósitos de súbditos inimigos.

(Trata-se de uns versos de o processo.)

Sem comentários: