03/09/10

vomitório


Casa Pia, em dia de leitura de acórdão. Dando umas voltas breves pela blogosfera, verifico que está tudo na mesma. Há muito porco a chafurdar, não sei se para ganhar audiências ou para ganhar votos. Escribas a quem nada interessa a justiça, mas o circo. E que se esforçam para venderem alguns dos bilhetes que fabricaram em casa. Devem chamar a isso liberdade. Justiça não chamam certamente, já que se a justiça fosse como eles a praticam, eles já teriam provado a receita há muito tempo. Ponto final sobre o chiqueiro.
Já quanto ao que se passa no tribunal: estranho seria que tanto miúdo tivesse sido rebentado e ninguém fosse condenado. Mas isso não quer dizer, só por si, que os que deviam ser condenados sejam os que se sentaram lá no banco dos acusados. Disso não sei. Eu até vivo perto do Parque e garanto-vos que não é preciso ver tudo para saber que o que vemos já é demais.


3 comentários:

T.Mike (Miguel Gomes Coelho) disse...

Sem mais nem pôr !
Pura chafurdice !
A Justiça requer elevação para com todos, sejam acusados, sejam acusadores.
Um abraço.

visaodaestrelavermelha disse...

E cá estou eu, uma vez mais, a desabafar. O vomitório aconteceu há pouco na TVI. A Drª Catalina se transformou na Inquisidora Mor do Reino ... Uma Juiza entendeu que o Dr. Paulo Pedroso não seria arguido. Que tinha havido erro grosseiro do juiz Rui Teixeira.
Eis que ela na TVI o condena, para sempre, na Praça Pública. A Drª Catalina está ao serviço de quem ?
Termino dizendo : A Drª Catalina deve sentar-se no banco dos réus. Ela, sim, deve pagar milhões ao Dr Paulo Pedroso. Uma mulher, com vómitos destes, merece a minha repulsa, a minha condenação ...

visaodaestrelavermelha disse...

Há pouco, desabafei. Não sei se por azelhice minha o comentário fugiu. A Drª Catalina, na TVI, me deixou em estado de sítio. Os seus vómitos cheiravam a fel. O Dr. Paulo Pedroso, tão barbaramente codenado por ela, deve metê-la no Tribunal, exigir dela - Inquisidora Mor do Reino - uma pesada indemnização. Uma Juiza entendeu não levar a julgamento o Dr. Paulo Pedroso. Ela, Catalina, o condenou na Praça Pública, para sempre. É uma vergonha ...