05/10/11

sobreviverá a nação ao acordo ortográfico?


Deixo abaixo uma reprodução parcial da primeira página de texto do Compendio de Geographia, "por José Nicoulau Raposo Botelho, Ex-lente da escola do exercito e ex-professor do real collegio militar e do lyceu central e escola normal do Porto, Obra aprovada, por decreto de 26 de novembro de 1903, para uso das escolas normaes", dada à estampa pela Livraria Férin, de Lisboa, em 1904.

Como conseguimos sobreviver, naquele tempo, ao abandono de tão entranhada ortografia?

Sobreviverão, desta feita, a novo acordo ortográfico, a pátria, a nação, o povo, a cultura, a alma, sei lá? Sobreviverão?!


2 comentários:

Olinda de Freitas disse...

a capacidade de adaptação, assim nos mostra a história - e a geografia -, permite a ampla sobrevivênvia. da alma, da minha, dependerá, isso é certo, pela ignorância face ao novo acordo.:-)

Anónimo disse...

E apesar de termos aprendido ingles com este dicionario ate conseguimos falar.
http://pt.wikipedia.org/wiki/English_As_She_Is_Spoke