03/05/10

Pacheco Pereira e a lógica

Escreve JPP: «Enquanto não houver um Papa que não seja mulher, lésbica, negra, de preferência não crente, e que vote nos EUA no Obama, os Papas, em particular este, são alvos preferenciais.»

Não é preciso ter um curso superior de lógica para saber que "aquilo" quer dizer que JPP acha que temos um Papa que reúne as seguintes características: ser mulher, lésbica, negra, ...

Bom, na verdade há uma escapatória para JPP: se ele for adepto da escola intuicionista em lógica, não aceitará que a dupla negação seja, por si mesma, equivalente à afirmação. Mas estou em crer que o douto JPP ainda não chegou a esses recantos da lógica matemática.

(agradeço à jugular Ana Matos Pires o acesso a esta pérola)

Adenda: JPP - ou alguém por ele, já que não lhe queremos imputar sem provas um tal agir - foi lá e cortou uma palavrinha que lhe borrava a pintura. Mas sem deixar traço. À socapa. Bravo! 

1 comentário:

Anónimo disse...

Não há grande coisa a esperar de tal gentinha. Também andam a comer do nosso, sem nada fazer (bem, agora são polícias políticos, uma espécie de PIDE, deste século) mas parecem umas virgens. Faz como Frei Tomás, liga ao que ele diz e não ao que ele faz. Quem não os conhecer que os compre.
Anda p'raí uma canalhada.