10/05/10

censura em Cannes?

O ministro italiano da cultura, Sandro Bondi, não vai ao Festival de Cannes (12 a 23 de Maio), em protesto por o festival acolher "Draquila, L'Italia che trema", um documentário que pretende mostrar que Berlusconi e o seu governo vampirizaram a crise resultante do terremoto em Aquila, em 2009, para obter efeitos políticos e eleitorais directos. Note-se que o título do filme conjuga Drácula com Aquila. Entretanto, a ministra do Turismo do mesmo país, Michela Vittoria Brambilla, diz que está a considerar a hipótese de processar judicialmente os autores do documentário, por supostos "danos à imagem de Itália".

Pelo seu lado, o Festival retirou do programa o filme Ça commence par la fin, de Michaël Cohen, protagonizado pelo próprio e por Emmanuelle Béart, devido às "cenas tórridas" (é assim que se costuma dizer para falar de carnes em movimentos combinados, não é?) entre os dois, que são aliás marido e mulher fora da tela.

Esta Europa está a ficar perigosa...


Sem comentários: