27/05/11

um fraco


O líder do PSD lamentou profundamente, esta manhã, o que aconteceu na campanha do PS em Faro, mas condenou o recurso à violência sobre a manifestação.

Uma acção de campanha eleitoral do PS foi atacada por uma manifestação ilegal, uma demonstração de selvajaria que recorrentemente toma o PS como alvo.
Passos Coelho, em vez de condenar o boicote ilegal contra uma acção de um partido concorrente às eleições, condena a "violência" sobre os boicotantes.
Provavelmente, Passos Coelho entende que Sócrates deveria ter-se oferecido para ser agredido pelos boicotantes, para eles irem para casa mais contentes. Ou, no mínimo, deveria ter mandado servir-lhes bolinhos.
Alguém explica a Passos Coelho que democracia não é o direito a atacar os outros, quando os outros participam, dentro da lei, na preparação de umas eleições?

Sem comentários: