10/05/11

o enjeitado

Passos Coelho, no debate com Jerónimo de Sousa, repetiu várias vezes que o acordo com a troika "foi assinado pelo governo". Claro que foi assinado pelo governo - acompanhado da co-responsabilização política do PSD. Estar agora a sugerir que "isso foi coisa do governo" é pura aldrabice política: está a fazer de conta que não teve nada a ver com isso. Será que Passos Coelho já se esqueceu de que o seu ministro das finanças, Eduardo Catroga, praticamente reivindicou a autoria moral do memorando de entendimento?

'Negociação foi essencialmente influenciada' pelo PSD, diz Catroga.

2 comentários:

aires disse...

isto dá ideia do homem que por nada se responsabiliza, que deseja ser PM de portugal...

quanto katroga, homem esta mentalmente obeso

eventualmente etilizado entre cerveja e vinho, já não os distingue quanto a taxa de iva,

e parece agora vê fanatsmas de hitler nas suas brumas da memoria....

que a patria lhes perode...

abraço

MFerrer disse...

Mas o excelente jornalista disse alguma coisa? Miou? Ou fez de conta que não tinha percebido?
Curiosidades para a estória dos midia neste jardim à beira mar de pousio...