04/06/14

O golpe.

Está em curso uma manobra para provocar eleições antecipadas imediatas, antes de que seja possível qualquer clarificação ou mudança na liderança do PS. Esse é o sentido da grande agitação em torno da decisão de TC. Vários actores estão nessa manobra; falta perceber qual é o alcance dessa aliança secreta.

5 comentários:

Anónimo disse...

A manobra é por demais evidente e embora nojenta é à medida destes pulhas que nos governam. A dúvida é apenas saber se o Seguro está metido neste filme como guionista ou apenas se está a aproveitar-se do desespero da direita.

Anónimo disse...

Voltamos sempre ao mesmo ponto. De tanto insultarem Seguro, três anos é muito tempo, numa imensa guerrilha mais ou menos obscura, acreditem ou querem fingir que acreditam nos insultos que criaram.
Temos pena, Seguro é um senhor.

Porfirio Silva disse...

Anoto: a responsabilidade pelos comentários é de quem os envia, não do editor.
E o editor assina sempre com o seu próprio nome.

António Ribeiro disse...

Não sei porque é que o Porfírio aceita anónimos no seu blog. Estes anónimos, a maioria afectos à central de propaganda da direita mais reaccionária, conforme foi revelado por um dos conspiradores na Visão, serão os futuros simpatizantes que vão votar nas ditas primárias. O golpe está montado, ao mais alto nível, e nada foi deixado ao acaso. Esta gente não brinca em serviço.

Lince Vigilante disse...


São exactamente as manobras calculistas e despudoradas desta direita medonha e sem ponta de legitimidade (alcandorou-se ao poder com uma campanha de embustes e trata sistematicamente o Estado de Direito "à patada"), que obrigam a uma urgentíssima resolução da liderança do PS. Só isso permitirá varrer de vez, em tempo útil, como lixo tóxico, esta gente perigosa e sem escrúpulos, herdeira ideológica e letal continuadora das gerações possidentes e exploradoras que têm desgraçado o País há perto de nove séculos...