24/09/12

racionalidade e mercado. Ou Samsung e Apple.


Quase tudo na economia real desmente o pressuposto da racionalidade optimizadora dos agentes económicos. Sem querer agredir os inúmeros fãs da Apple, os fãs da Apple são, colectivamente, uma demonstração daquela afirmação ali na primeira frase. Por exemplo, os seguidores do iPhone têm aturado (é o termo) opções tecnológicas e erros de construção que nenhum consumidor sofisticado aturaria a mais nenhuma marca. Eles terão outras razões: é o facto de existirem sempre "outras razões" que faz com que a "racionalidade" real dos agentes económicos seja uma coisa muito mais confusa do que parece aos tipos que fazem contas com base na "racionalidade celestial".

A Samsung aposta, como estratégia publicitária, em mostrar que as "outras razões" dos fãs da Apple são falsas razões. Como exemplifica este vídeo.




Declaração de interesses: obviamente, a Samsung pagou-me uns milhões de dólares para colocar aqui este vídeo.

2 comentários:

Anónimo disse...

Quais erros de construção? Exemplos sff

Porfirio Silva disse...

Assim de repente - apesar de não estar disposto a entrar aqui num debate sobre telemóveis - nenhum cliente de outra marca teria tolerado que colocassem a antena interna numa posição em que fosse "abafada" pelo agarrar normal no aparelho.