23/06/10

o estado da nação, again


Henrique Granadeiro: "O país é governado por coligação de procuradores e jornais". (Jornal de Negócios)
«"O País é governado por uma coligação entre alguns procuradores da República e alguns jornais", denuncia Henrique Granadeiro. " É uma verificação. Sei muito bem como as coisas são cozinhadas". A denúncia parece dirigir-se ao "caso TVI" e à sua evolução para a "Face Oculta", que, aliás, levaram Granadeiro à Comissão Parlamentar de Inquérito que acaba de encerrar.»
Comentário do Pedro: «A questão é que ou alguém quebra a espinha a essa coligação ou o País pura e simplesmente não poderá ser governado. »

1 comentário:

Vega9000 disse...

Completamente de acordo. A questão passa por quem terá a responsabilidade e a coragem de fazer uma reforma profunda na Justiça, no MP e nos tribunais. Como há vários casos, com fugas cuidadosamente geridas, envolvendo personalidades dos três grandes partidos (creio que o BE e o PC estão fora), é difícil a qualquer um avançar sem que sejam imediatamente lançadas suspeitas de estarem a agir por interesse próprio, mesmo na improvável hipótese de um pacto. Os agentes da justiça têm por isso a faca e o queijo na mão, e sabem-no muito bem. A corporação protege-se, atacando com a maior impunidade quem se opõe aos seus interesses.
Na minha humilde opinião, a reforma teria de ser por iniciativa presidencial, lançada e gerida pelo PR (mesmo que informalmente), de modo a criar um maior consenso e a afastar todas as suspeitas que serão lançadas. Mas não será com este presidente e, a julgar pelos candidatos, nem pelo próximo.