26/05/11

as Monumentais


Para que conste: posso não gostar de que tenham pintado as Monumentais, mas acho que a barulheira feita à volta disso é bastante exagerada. Acho que já vi as Monumentais "decoradas" outras vezes, sem tanto drama. E desta vez acho que a reacção é contra a presença de partidos no espaço público, como se a mensagem política fosse um nojo e devesse ficar-se pelos cantos. Repito: sem prejuízo de achar que as Monumentais ficavam mais bonitas sem pintura, parece-me que a estética nem sempre pode ser o primeiro critério.

2 comentários:

Tiago disse...

Concordo com a motivação da barulheira. É de facto o desagrado com a presença da propaganda dos partidos no espaço público que motiva a barulheira. E não sendo a "culpa" exclusivamente dos partidos, importa reflectir sobre o assunto. Dito isto, não me parece que pintar a escadaria com aqueles caracteres garrafais à guiza dos idos de setenta constitua um passo razoável para a aproximação das pessoas à causa pública. Em conclusão, aqui, por uma vez, junto-me à barulheira.

Porfirio Silva disse...

Eu percebo, Tiago, eu percebo. Mas custa-em, por vezes, o furor condenatório da "barulheira", como se fosse a voz limpa dos deuses.