20.4.07

Visões da Europa (3)

Por ocasião dos 50 anos da assinatura dos Tratados de Roma (1957-2007), continuamos a série de cartoons mostrando visões desta Europa.
Hoje temos dois trabalhos da autoria de Anatoliy Stankulov (Bulgária).



19.4.07

Visões da Europa (2)

Por ocasião dos 50 anos da assinatura dos Tratados de Roma (1957-2007), continuamos a série de cartoons mostrando visões desta Europa.
Hoje temos dois trabalhos de autores russos: Vasily Alexandrov (acima) e Oleg Loktyev (abaixo).



18.4.07

Visões da Europa (1)


Por ocasião dos 50 anos da assinatura dos Tratados de Roma (1957-2007), que fizeram nascer o que hoje é a União Europeia, o Gabinete em Portugal do Parlamento Europeu publicou uma obra bastante curiosa. Tem por título :) Europa (pode ler-se "smiling Europa") e consiste numa muito interessante colecção de cartoons dedicados à CEE/União Europeia, anteriormente publicados na imprensa de muitos países por esse mundo fora. Inspirados nessa iniciativa vamos, nos próximos dias, divulgar aqui alguns cartoons que ou foram inseridos nesse magnífico pequeno livro ou poderiam tê-lo sido.

A Europa precisa de humor, mesmo que seja crítico e até cáustico. E quem não percebe isso não percebe que nós não somos a Rússia nem a China nem...
O cartoon de hoje é da autoria de Hilar Mets (Estónia).


17.4.07

Jaime Durão Gama Barroso

Na semana passada o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, foi recebido na Assembleia da nossa República (AR). Na sala do senado, perante uma reunião conjunta das comissões parlamentares. Houve discursos e coisas que tais.

Parece, segundo a rádio, que o presidente da AR, Jaime Gama, manifestou nessa ocasião esperança ou desejo de que José Manuel Barroso tenha um segundo mandato à frente da Comissão Europeia.

Ora, conhecendo a conjugação das regras e das práticas institucionais da União, isso significa que Gama deseja que a direita vença as próximas eleições para o Parlamento Europeu. Foi essa direita europeia que escolheu Durão para o lugar, como politicamente lhe competia por ter ganho as eleições europeia. Então, sendo Gama, hoje em dia, a segunda figura do Estado, onde chegou porque o Partido Socialista o colocou lá (uma vez que nunca ganhou nenhuma grande eleição nacional pelo seu próprio pé), fica a dúvida: porque razão o Dr. Gama deseja a vitória dos adversários políticos do seu partido e da sua "família política" nas eleições europeias?

Alguns dirão: é por ser português. A meu ver essa é uma visão muito estreita da política europeia. Uma visão com uma entorse "nacional". O que interessa é a valia do personagem e o que ele anda a fazer. A candidata socialista à presidência da república francesa, por exemplo, ainda agora voltou a criticar a visão meramente liberal que Barroso tem para a Europa. Ou será mesmo disso que Gama gosta em Durão?

Na última vez que a questão se colocou, quando se tratava de escolher o presidente da Comissão Europeia agora em funções, Portugal tinha um candidato "oficial" a presidente (o então, aliás excelente, Comissário António Vitorino) e o então primeiro-ministro de Portugal (Barroso) fazia de conta que apoiava esse candidato e andava a fazer-lhe a cama, porque desejava o lugar para si. Num certo sentido tinha razão, porque, se as eleições europeias não servissem para influenciar os lugares e as políticas europeias, não valia a pena irmos a votos. O que não se percebe é que, agora, sejam (certos) socialistas a "desejar" a vitória dos apoiantes de Barroso por essa Europa fora.


16.4.07

Comentário a qualquer coisa que nem sei bem se diga

«A Psicologia é uma Superzoologia. Enquanto não for assim considerada e estudada, será apenas uma colecção de palavras gregas, vocábulos mortos de um valor misterioso (…). Lembranças, ideias, sentimentos, existem, como pessoas, no seu ambiente próprio. Formam uma espécie de sociedade teocrática ou presidida por um deus egoísta. Anima-a o instinto conservador; e é ela que determina os nossos actos. Somos escravos duas vezes: da sociedade que em nós vive e da outra em que vivemos.»

Teixeira de Pascoaes, Duplo Passeio (1942)



(Ilustração de Tiago Manuel, publicada com a coluna Boca de Incêndio, de João Paulo Cotrim, na Actual/Expresso de 24 de Junho de 2006)