23.5.13

a filosofia (Georges Moustaki).

"Nous avons toute la vie pour nous amuser, nous avons toute la mort pour nous reposer."

Repousa, então.



22.5.13

génese.

14:00



Nuno Júdice, Prémio Rainha Sofia de Poesia Ibero-Americana, 2013.

Passos, o presidente da câmara.



(Uma ilustração de Dali para a Divina Comédia de Dante)


Um dos aspectos criticados no actual modelo de órgãos municipais é que a câmara não é carne nem peixe: é um misto de executivo e de assembleia. É o executivo, claro, mas, sendo formado por representantes da maioria e da oposição, pelos que executam e pelos que se opõem, é ao mesmo tempo uma espécie de assembleia, quando há uma verdadeira assembleia eleita para ser assembleia. Sem querer aqui entrar na questão de saber se isso é bom ou mau, ao nível do município, importa realçar que a actual coligação governante transpôs esse modelo para o plano nacional: o governo deixou de ser o executivo, a quem cabe aplicar o programa que o parlamento deixou que fosse a carta de rumo do país, para passar a ser uma reunião de executivo e oposição. Só falta que o "presidente da câmara de Portugal" retire pelouros aos "vereadores" do CDS. O actual PM tornou-se um presidente de câmara e o seu governo um teatro de tácticas. Com esta inversão institucional, quem será o presidente da junta?

19.5.13

efeitos das mudanças alimentares dos comunistas.


Antigamente eram os comunistas que comiam criancinhas. Agora são os homossexuais. Pelo menos parece ser a tese desta senhora. (Desculpem a publicidade a uma posta idiota ao cúmulo.)

(O Miguel Abrantes diz que a autora é grande repórter do Diário Económico. Não acredito. Deve ser pequena repórter d'O Amigo do Povo.)