05/03/14

Assunção Esteves e o "arco da perguntação".


Passos Coelho faz cara de ofendido e recusa responder a perguntas da deputada Catarina Martins, do Bloco de Esquerda. E Assunção Esteves acha que o primeiro-ministro está no seu direito.

É uma pena que a presidente do parlamento esteja mais virada para defender o governo do seu partido do que para fazer valer o dever do governo prestar contas ao parlamento. O que representa o povo é a pluralidade dos deputados, não os deputados que fazem perguntas de que o governo gosta. Depois de ter entrado nos hábitos políticos a (triste) ideia de que só três partidos podem governar (PSD, CDS e PS), aos quais chamam "arco da governação", será que vai entrar nos vícios políticos a ideia de que só podem fazer perguntas ao governos os deputados que sejam humildes e peçam respostas por favor? E chamarão, depois, a isso, o quê? "Arco da perguntação" ?!

Sem comentários: