19.5.12

o Relvas da escrita.

16:59

O ex-Secretário de Estado Vasco Pulido Valente usa a sua crónica no Público de hoje para expressar a raiva de uns tantos por Hollande ter ganho as presidenciais francesas e, em consequência, ter nomeado um governo com as cores que bem entende. O ex-Secretário de Estado, cujas glórias de governante já nos esqueceram, certamente por defeito da nossa memória e não do brilhante exercício do titular, faz isso passando para o papel da última página do jornal uma lista truncada de ministérios do novo governo da França. O objectivo é ridicularizar o PS francês e, de passagem, o PS português e o BE. Ficaria mais barato ao jornal, suponho eu, mandar escrever uma notícia com a composição do governo francês, em vez de deixar isso a um ex-Secretário de Estado que nem sabe traduzir "Économie Numérique", que diz ser "para enterrar para sempre a economia sem números". Ficamos sem saber se o ex-Secretário de Estado não se apercebe da importância da Economia Digital ou se, momentaneamente, alguma substância lhe fez esquecer o seu, seguramente portentoso, domínio da língua francesa.
Tolerar as diatribes intelectuais deste ex-Secretário de Estado é tão revelador do estado do nosso debate público como tolerar Relvas como ministro é revelador do estado ético do nosso governo.

18.5.12

já chegámos à Madeira?


Relvas em acção.

«O ministro adjunto dos Assuntos Parlamentares terá ameaçado promover um boicote de todos os ministros ao jornal Público e divulgar na internet detalhes da vida privada da jornalista Maria José Oliveira, revela um comunicado assinado hoje pelos membros eleitos do Conselho de Redacção do jornal. As ameaças, confirmadas pela direcção do jornal, terão sido feitas para o caso de ser publicada uma notícia que desenvolvia o tema das contradições no testemunho do ministro na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, na passada terça-feira.»

Mais aqui.

17.5.12

robô cria serigrafia contra as touradas.




Serigrafia sobre papel "criada pelo robô ISU em colaboração com Leonel Moura".

Assim o diz Leonel Moura.

Digam-me: poderemos verdadeiramente dizer que o robô criou uma serigrafia anti-tourada?