22/08/15

Uma pergunta às televisões.




Por causa do problema da pesca da sardinha, a cabeça-de-lista do PS por Leiria, Margarida Marques, esteve hoje, desde a primeira hora da manhã, em Peniche, para contactar com as associações de armadores e de pescadores, para perceber como se poderá corrigir a incompetência e a incúria da ministra Cristas, que nada se interessa pela pesca nacional e que não percebe sequer como a ligação ibérica pode ajudar neste caso.

As televisões estavam lá, para cobrir a reunião de pescadores e armadores com os presidentes de câmara. A candidata do PS, depois de reunir com a OPCENTRO (Cooperativa da Pesca Geral do Centro), pretendeu fazer declarações à comunicação social presente. As televisões recusaram-se. Alguma terá mesmo dito que não podiam recolher declarações do PS sem recolher também do PSD.

A minha pergunta é: mas isto é jornalismo? Não é notícia que a direita fica a dormir, enquanto a pesca e os pescadores estão aflitos, e enquanto o PS se mexe, nomeadamente para atalhar as consequências sociais do problema? Será bom jornalismo fazer uma espécie de "informação quadrada", na qual os meios só cobrem aquilo que os chefes previram com antecedência, fazendo de conta que "no pasa nada" quando há notícia a correr? Será que o PS tem de ir acordar os candidatos da direita à cama, para confortar as equipas de reportagem que só podem cobrir as declarações dos socialistas quando a direita também se lembra de que os problemas existem?

1 comentário:

Jaime Santos disse...

Sim, mas se estivesse lá algum membro do Governo nessa qualidade, aí já podiam recolher as suas declarações (assumo eu)...