22/11/14

quem tiver ouvidos para ouvir, que ouça.


Este é o primeiro poema do meu livro Monstros Antigos {poesia}. Um poema sem título.


1 comentário:

Baka Odete disse...

O silêncio é intrigante ... Um poema muito belo.