01/07/14

ciência ? política ? ideologia ?


Por falta de tempo para escrever sobre o assunto, reproduzo um apontamento de Augusto Santos Silva, que recolhi no FB.

Acabo de saber que o CIES (Centro de Investigações e Estudos de Sociologia) do ISCTE não passou na primeira fase de avaliação da FCT (isto é, foi excluído do financiamento base). E estou completamente aparvalhado:

1. Não tenho a certeza de que o CIES seja o melhor centro de investigação em sociologia em Portugal. É sempre difícil e, na minha opinião, sem muito sentido, fazer rankings de um a N de coisas que são complexas, dinâmicas e não inteiramente comparáveis umas com as outras. Mas tenho a certeza de que é dos melhores, de que está no primeiro nível de todos os que existem (por exemplo, bem acima do centro a que pessoalmente pertenço, e que passou nessa primeira fase).

2. Estão no CIES muitos dos melhores investigadores, é no CIES que têm lugar muitos dos melhores projetos, a revista e a editora ligadas ao CIES são das melhores que temos, o seu programa de doutoramento está ao melhor nível. O CIES tem sido pioneiro e líder na internacionalização das ciências sociais que se praticam em Portugal.

3. É impossível não perceber isto olhando para a história e o presente do CIES.

4. Portanto, ou os avaliadores são de uma ignorância absoluta, ou os avaliadores receberam explícita ou implicitamente alguma diretiva para ceifar (ceifar sim, é disso que se trata) a sociologia teoricamente pluralista em e sobre Portugal.

5. Ou ambas as coisas. Ou a ignorância absoluta dos avaliadores foi instrumental para a operação montada. Não sei, não sei ainda. Mas precisamos de saber, ou não, caras e caros Colegas? Vamos mexer-nos? Vamos indignar-nos? Vamos perguntar, em voz alta, sem medo, coletivamente?

Eles andam a ceifar a ciência que não lhes convém. Ainda voltaremos a falar disso.

Sem comentários: