11/06/14

Portugal deve ser o único país onde existe um mercado negro de livros de poesia.


E isso não me parece nada poético.

Porque quando a feira do mundo chega à poesia, a poesia saiu, calada, do mundo.

Sem comentários: