13/03/14

o avião desaparecido.


Desapareceu um avião lá para o Oriente com duas ou três centenas de pessoas a bordo.
Andamos consternados.
Andamos, mesmo?!
Todos os dias "desaparecem" muito mais do que duas ou três centenas de pessoas, em todo o mundo, de fome, de doença por tratar, de abandono, a tentar emigrar.
E não se nota nenhuma consternação assim tão atenta.
Não andamos nada consternados: comemos mortos em vida todos os dias ao pequeno-almoço.
Andamos é curiosos pela novela tecno-detectivesca "como é que eles fizeram aquilo?". E "quem são eles?". E "o que foi aquilo?".
Só isto.
Lamento desiludir-vos, humanistas.

1 comentário:

Anónimo disse...

parece cínica a reflexão, mas infelizmente é de uma grande objectividade.