03/10/12

maravilhas numéricas.


Enquanto esperamos por Gaspar, entretemo-nos com outros prodígios do raciocínio quantitativo.

Como nesta frase da notícia "Será que é desta que os britânicos vão gostar de Miliband?", no Público de hoje (p. 20): «Por outro lado, a mesma sondagem mostrou que só dois em cada quatro britânicos acha [sic] que Miliband está bem preparado para ser primeiro-ministro. O número sobe para quatro em dez em relação a Cameron.»

Em que sentido é que se "sobe" de 50% (dois em quatro) para 40% (quatro em dez)?


1 comentário:

António P. disse...

Bom dia Porfírio,
Pois é...eu costumo dizer que a maioria das pessoas ainda não sabe o que é uma percentagem e nos cursos de jornalismo (se é que o jornalista ou a em causa o fsfrequentaram) não devem ter cadeiras de matemática ou mesmo de aritmética.
Assim andamos.
Um abraço