25/09/12

política em rede | Europa e Portugal


Não andamos nesta coisa de editar um blogue para publicar comunicados de imprensa, mas desta vez é isso mesmo que vou fazer. Dá a notícia que quero dar, diz o que importa e se eu fizesse rodriguinhos só acrescentaria palha. Aí vai, então.

***

A deputada Edite Estrela vai juntar esta quinta-feira, dia 27 de setembro, dezenas de personalidades públicas portuguesas e europeias no Parlamento Europeu, em Bruxelas, para um debate via twitter sobre a Europa e Portugal. Esta iniciativa inovadora e inédita no Parlamento Europeu, conta com a participação do líder dos Socialistas Europeus, Hannes Swoboda, do líder da bancada socialista na Assembleia da República, Carlos Zorrinho, de jornalistas, intelectuais, membros do Parlamento Europeu, e outros convidados da deputada.

Edite Estrela tem sublinhado o papel crescente que as redes sociais desempenham no fomento da cidadania e da participação política nas sociedades contemporâneas. Com esta iniciativa que terá lugar numa sala equipada para o efeito, no Parlamento Europeu, Edite Estrela reafirma a importância que atribui ao papel das redes sociais na atividade política e cívica bem como o seu compromisso em estimular a utilização das tecnologias de comunicação e informação como espaços públicos e abertos de debate democrático, divulgação de informação e troca de ideias e opiniões.

Edite Estrela tem-se destacado no Parlamento Europeu pela sua consistente e ativa presença nas redes sociais. Num estudo publicado em Portugal, em Abril, sobre utilizadores das redes sociais, a deputada foi considerada uma das personalidades portuguesas mais influentes no twitter. Segundo a eurodeputada socialista, "o funcionamento em rede é uma vantagem dos nossos tempos e as redes sociais desempenham um papel cada vez mais importante na vida política. Não só porque permitem chegar a um público mais jovem e menos politizado, mas também porque são fonte de informação para os media tradicionais". E recorda, a propósito, o papel das redes sociais na Primavera árabe e na mobilização dos "indignados" e outros manifestantes em muitas cidades europeias e em Portugal. "Sem as redes sociais seria quase impossível reunir centenas de milhares de pessoas numa manifestação espontânea como a do passado dia 15".

(Comunicado de imprensa da deputada europeeia Edite Estrela, Delegação Portuguesa do Grupo dos Socialistas & Democratas no Parlamento Europeu)

***

No meio de tanta gente ilustre, lá estarei também, a ver se aprendo alguma coisa sobre estas novas formas de se fazer política com pessoas dentro.


Sem comentários: