27/08/12

de pernas para o ar.


O Parlamento quer espaço para disponibilizar à população em geral o sinal vídeo das sessões onde os deputados estarão a tratar de nos representar. Pretende disponibilizar o sinal vídeo tal e qual o Parlamento o usa internamente, sem edição, sem modificação. E todas as decisões sobre a "TV Parlamento" são por unanimidade dos grupos parlamentares, o que parece uma garantia suplementar contra qualquer manipulação.
Face a isto - que me parece de louvar - há um regulador que tenta colocar sob a sua alçada, como se fosse um canal de televisão, o espelho possível do que faz o nosso parlamento. E, aparentemente, esse regulador até faz voz grossa à Assembleia da República, para fazer valer os seus "direitos" de regulador, parece que até afiando as unhas para multar o Parlamento.
Fico espantado: o regulador que não é capaz de tomar uma posição consequente sobre um ministro que anda por aí a fazer voz grossa a jornalistas que investigam coisas que não interessam ao dito ministro... é o mesmo regulador que ladra às canelas do Parlamento para controlar uma forma elementar de os deputados nos darem contas do que andam a fazer.
De pernas para o ar devo estar eu, certamente.

Sem comentários: