02/07/12

a economia política da ingenuidade.


Há por aí uns comentadores (desde facebookianos a ministros) que fazem a seguinte análise dos últimos dados sobre a execução orçamental: as coisas estão a correr bem do lado da despesa (desceu), embora estejam a correr mal do lado das receitas (muito menos do que o esperado). Alguns, visionários, querem que demos consideração separada ao que corre mal e ao que corre bem, como se fossem dois carrinhos, duas realidades.
Fico com uma dúvida: será que essas mentes brilhantes não percebem que o mau desempenho do lado da receita é largamente causado pelas políticas seguidas para baixar a despesa, que matam a economia? E que, portanto, falar de duas realidades, uma boa e outra preocupante, é uma falácia? Não percebem ou estão apenas a tentar enganar-nos?

Sem comentários: