02/06/12

retratos.


um inconsciente, ou um criminoso, ou um inconsciente-criminoso, pode querer fazer-nos engolir a patranha de que a informação publicada pelo Expresso sobre o escândalo das secretas é mera guerra entre empresas. Algumas pessoas pensam que podem reduzir a gravidade do caso - um verdadeiro golpe de Estado na forma tentada - a uma questão de estética da capa. Posts destes ilustram o grau zero de responsabilidade em que se transformou alguma da nossa blogosfera. Nem lhes falta, claro, o argumento salazarento de que estas politiquices não interessam nada o povo.

Sem comentários: