07/05/12

devo deduzir daqui que quem se mete com os magistrados leva?


Nem as audições parlamentares escapam, é isso?

Emídio Rangel foi condenado hoje a 300 dias de multa e a 100 mil euros de indemnizações, por dois crimes de ofensa a pessoa colectiva, por ter acusado, no Parlamento, juízes e magistrados do Ministério Público pertencentes aos sindicatos de passarem informação em segredo de justiça aos jornalistas.

Uma acusação absolutamente absurda, a de Rangel: alguém já deu conta de que se passem informações em segredo de justiça para os jornalistas? Mesmo que isso, muito hipoteticamente, se verificasse, seria só em casos muito raros. E, mesmo assim, mais depressa seria o aspirador do pó a passar as informações do que os magistrados.

Sem comentários: