18/01/12

trabalho e capital.


Já escrevi o que tinha a dizer sobre o "acordo" de "concertação" "social".
Daniel Bessa, um convertido às soluções post-it (tipo "basta colar nas trombas dos de baixo e já está"), não podia ser mais claro: a meia hora adicional por dia de trabalho era uma brincadeira de meninos, comparado com aquilo que afinal acabou por ser assinado. Se ele o diz, quem somos nós para desmentir?

Sem comentários: