17/11/11

este post não tem nada a ver com teatro.


Este post pode parecer um post sobre teatro. Está cheio de palavras relacionadas (nomes de teatros, nomes de actores, encenadores, directores de teatro). Mas não, este post não tem nada a ver com teatro, não tem nada a ver com o que preocupa quem gosta de poder ir ao teatro sem ir de escapadela lá fora. É um post que parece querer dizer "querias teatro nacional? toma!". É um post com um estilo literário muito próprio, o estilo literário da nomenklatura corrente, uma nomenklatura como qualquer outra, que vê o mundo pela frincha da porta do portugal dos pequeninos.

2 comentários:

João Gonçalves disse...

E o que o Infante disse ao Expresso, tem? Se fosse a si, ia procurar a "nomenklatura" mais próximo. Cumprimentos.

Porfirio Silva disse...

Eu acho que nunca defendi o "Infante", como Vexa escreve, enquanto gestor teatral, nem enquanto interveniente na política nacional. Registei que um certo post fala da situação no TNDMII deixando completamente de lado a questão da oferta teatral, que é uma das questões que me preocupam. Registei e critiquei. Verifico, pelo seu comentário, que o barrete foi aceite, embora queira que "o Infante" também lá meta a cabeça. Por mim, acho magnífico que o barrete seja partilhado.
Cumprimentos.