16/11/11

do céu caiu um maná. o pior é se a Terra é plana.



Aborrece-me meter-me com o Público, porque acho que está a recuperar do manicómio em que o senhor Fernandes o meteu. Mas tem de ser.
O Público titula que Troika garante a Portugal mais oito mil milhões.
Este título enferma de uma doença infantil dos títulos: ser enganador, ser ambíguo, trocar os olhos sem ser para nos catrapiscar. A não ser que o título seja assumidamente candidato a um título criativo - mas não me parece que o assunto desperte o apetite por essa graça.
A troika não vai nada mandar "mais" oito mil milhões: vai mandar os oito mil milhões que estavam previstos para a fase seguinte. Não houve uma renegociação, que ainda terá de haver: precisamente para nos emprestarem mais dinheiro. (Ainda chegará o tempo de nos quererem dar dinheiro, mas vamos por partes.) Ou será que a notícia é que ainda não nos fecharam a torneira? Esperavam que nos fechassem a torneira, era?!
Continuamos, portanto, bem comportados. Para a fotografia. Espero que estejam, entretanto, a tratar de coisas mais sérias do que apenas a fazer de conta que basta continuarmos austeros para nos safarmos. Espero que estejam mesmo a renegociar a "ajuda", sem aspas se preferirem. Não me importo que o façam discretamente, porque não sou daqueles que entendem a transparência como conhecimento instantâneo de tudo o que se passa nos gabinetes. Importante é que eles saibam que nós sabemos que "manter o rumo", só por si, nos vai fazer descobrir que a Terra é plana - e que na borda de uma Terra plana tem de estar um precipício.

Sem comentários: