22/11/11

Como consumir cultura em tempo de crise?


O sound + vision tem em linha um inquérito sobre «Como consumir cultura em tempo de crise?». As respostas possíveis são as seguintes (possibilidade de seleccionar várias): Comprar menos discos, Ir a menos concertos, Comprar menos DVD, Comprar menos Blu Ray, Ir menos vezes ao cinema, Comprar menos livros, Comprar menos revistas, Comprar menos jornais, Comprar menos jogos, Procurar alternativas em 2ª mão, Procurar alternativas online em lojas no estrangeiro, Reler livros antigos, Ouvir mais vezes os discos, Rever filmes em DVD/Blu Ray, Tentar manter os consumos habituais.
É sempre muito fácil, eu sei, criticar estes inquéritos. Mas não resisto a comentar que é muito curiosa a ausência de certas outras possibilidades. Assim de repente: ir ver mais filmes à Cinemateca (bons e barato), frequentar bibliotecas públicas, descarregar música da internet (há sítios onde se pode fazer isso legalmente, não estejam já a pensar mal), visitar museus nos dias gratuitos (agora acho que são só horas), visitar galerias comerciais (onde não se paga para ver arte, por exemplo), fazer de penetra em inaugurações (onde muitas vezes não é preciso mostrar o convite, basta um pouco de descaramento). Devo dizer que tento praticar essas modalidades, com ou sem crise. E, já agora, visitar bons blogues culturais, não vale a pena?!

(A "teoria do inquérito", aqui.)

Sem comentários: