16/10/11

manifestações.


Não me manifesto na rua facilmente. Mas não excluo manifestar-me. Uma coisa é, contudo, certa: não participarei nunca numa manifestação em que julgue provável que se grite, à porta da sede de um órgão de soberania, "invasão, invasão". Como ontem aconteceu frente à Assembleia da República.