11/10/11

as pessoas não são uma mercadoria.



Pois. Eu sou um radical.
Não. Para outros, eu sou um acomodado.
Também não.
Se eu acredito na indignação?
Um indignado pode ser menos lúcido do que alguém que estremece menos mas pensa mais.
Embora, sem capacidade de indignação sejamos caracóis.
É só pôr os cornos ao sol - e apanhar nos ditos cujos.

Fazer é mais difícil.
"Por nossas mãos, por nossas mãos"... lembram-se?
Não, não se lembram nada.
A moda não vai por aí.
"Eles" é que têm a culpa.
E nós, confundimos Play Station com Polícia de Segurança Pública.

Eles não sabem nem sonham que o sonho NÃO comanda a vida.
Sim, porque também tu continuas convencido de que o inferno são os outros.

E os tipos da "física da sociedade" ainda não perceberam que as ciências moles é que são as ciências duras.
Ou alguma vez viram um neutrino a fazer discursos sobre a economia da repressão com base no spin entre partículas elementares (meu caro Watson) ?

Sem comentários: