12/09/11

causas matrimoniais. quantos anjos podem dançar na ponta de um alfinete.




Igreja analisa 'grau' de homossexualidade para anular casamentos.

«A orientação que temos é que deve ser feita uma perícia psiquiátrica» para aferir se se trata «de uma homossexualidade prevalente ou exclusiva, ou algo de acidental», precisa o cónego Joaquim da Assunção Ferreira, que coordenou o VII Encontro Nacional sobre Causas Matrimoniais, que terminou hoje em Fátima.
Joaquim da Assunção Ferreira explica que há uma escala e que os últimos «graus» tornam a pessoa em causa «incapaz de realizar funções conjugais». Em causa estão os «graus» em que as pessoas são «predominantemente homossexuais, os só acidentalmente heterossexuais e os exclusivamente homossexuais».

Medições, portanto.

Nem me atrevo a perguntar pelos instrumentos de medida.

2 comentários:

Anónimo disse...

Mais do que os instrumentos de medida, gostava de saber mais sobre:
«a possibilidade em medicina de correcção, mas não tem sido muito eficaz» porque «a natureza é muito forte», acrescentando que «o psiquiatra pode medir-lhe o grau [de homossexualidade] e receitar algo [medicamentos] que lhe permita recusar essa tendência que o próprio mostre vontade de eliminar».

Nno Mar

Luisa disse...

Não sei porquê mas esta da, "natureza é muito forte" e da "possibilidade em medicina de correcção", cheira-me a alguém que está a falar de si próprio.
Esta igreja devia ir pró Céu, aqui na Terra já não faz sentido.