29/05/11

uma união nacional de ódios


Dos jornais:
Já quase no final da sua intervenção, a ex-líder [Manuela Ferreira Leite] dirigiu-se directamente ao presidente do partido: “Passos Coelho vai desculpar-me, mas eu não ando à procura de um outro primeiro-ministro, ando à procura que o engenheiro Sócrates saia de primeiro-ministro e ele só sairá de primeiro-ministro no dia em que o PSD tiver mais votos que o PS”.
“Nem tranquila fico se ele ficar na oposição, porque acho que ele na oposição vai ser tão pernicioso para o país quanto na liderança do país”, disse a ex-líder do PSD.
À Dra. Manuela continua a só interessar o seu pequeno ódio contra Sócrates. A tal ponto que diz na cara a Passos Coelho que ele é apenas instrumental para esse pequeno serviço, que qualquer um servia desde que se tirasse de lá Sócrates. Pudera, ainda há menos de dois anos a Dra. Manuela, então presidente do PSD, nem deixou Passos Coelho ser candidato a deputado, como havia ela de estar entusiasmada com a candidatura do senhor a primeiro-ministro...

Sem comentários: