27/05/11

a teoria da democracia segundo Raposo


Segundo Henrique Raposo, boicotar um acto de campanha eleitoral do PS é, por definição, um acto democrático. Todos têm direito à manifestação, mesmo que não respeitem os requisitos legais para se manifestarem. Parece que, segundo Raposo, os direitos são uma espécie natural: não têm regras, não têm de ser coordenados com os outros, não implicam respeito pelos outros direitos das outras pessoas. Eu tenho direito à saúde, logo posso passar à frente de toda a outra gente que espera na fila para ser tratada. Melhor: posso raptar a médica e o enfermeiro e levá-los para casa para me tratarem já e a meu gosto. Na democracia segundo a teoria de Raposo todos têm direito incondicionado à manifestação - todos menos o PS. O PS só tem direito a ser boicotado. A teoria Raposiana da democracia é um vómito.

(À atenção de Henrique Raposo: é pertinente falar em fascismo, sim senhor. O fascismo também usou "o direito" dos seus capangas à "manifestação" para habituar os "maus" a deixarem-se de aparecer em público.)

Sem comentários: