25/05/11

somos todos parvos, ou quê ?!



Carlos Fragateiro e José Manuel Castanheira (respectivamente, ex-director e ex-director adjunto do Teatro Nacional D. Maria II) e a dramaturga Margarida Fonseca Santos, andam a ser julgados no Tribunal Criminal de Lisboa. Respondem à acusação de ofensa e difamação da memória de Silva Pais, o último director da PIDE. A sua culpa é o seu envolvimento na peça "A Filha Rebelde", uma obra de ficção sobre Annie da Silva Pais, filha única do Major. Dois sobrinhos do senhor acham que foi manchada a memória do figurão - e por isso foram para tribunal. Pensarão ser tão cândidos como o próprio chefe dos esbirros, que vemos no documentário abaixo a contar histórias da carochinha, como se fossemos todos papalvos?

video
Excerto de Deus, Pátria, Autoridade (1975), de Rui Simões


1 comentário:

ariel disse...

Ora Porfírio, não havia queixas, porque o homem mandava sempre averiguar, pois tá claro...!

Abraço