31/05/11

passos em falso


Passos Coelho ontem "declarou" que a troika quer outro governo, quer dizer, um governo com outros partidos, quer dizer, um governo dele Passos Coelho. E, segundo ele, a troika só não diz isso preto no branco porque não pode ir tão longe. Tirando o facto de se tratar de mais uma leitura "apressada" que Passos Coelho faz de coisas que "ouve" com pouca atenção (veja-se que estou a ser bastante benévolo, nem o comparo com o mentiroso Marcelo nem nada), cabe perguntar: que ideia faz Passos Coelho de um povo que, julga ele, determina o seu voto pela suposta "opinião" dos emprestadores? Achará que já nos vendemos todos?

Sem comentários: