27/05/11

Louçã e o contrabandista de porcos


Francisco Louçã, ontem, na Incrível Almadense, contou uma anedota. Bem contada. E com uma moral. Ou mais.
É a história de um contrabandista de porcos na raia de Portugal com Espanha.



O que Louçã quer dizer é que os partidos que assinaram o Memorando de Entendimento fazem de conta que não sabem o que lá está dentro. Quando lhes mostram, espantam-se: "Credo, um bicho!".

Pois, se o PSD e o CDS ganharem as eleições, embalados pela campanha do BE e do PCP a fazerem de conta que o PS fará no governo o mesmo que a direita, é bem provável que Louçã venha depois, perante as políticas de Passos e Portas, a exclamar, como se não soubesse de nada, o  mesmo que o seu contrabandista de porcos: "Credo, um bicho".

Sem comentários: