20/05/11

custos de oportunidade de pernas para o ar


A ideia que se transmite às pessoas é que das próximas eleições sairá, inevitavelmente, um governo dos partidos que se encontraram com a troika. Parece que só falta decidir quem será o califa e quem será o grão-vizir.
Vale a pena reflectir que voltas deu a nossa democracia para se ter chegado a um ponto destes. Em particular, por que caminhos se andou para não ser concebível um governo do PS com partidos à sua esquerda. Que as culpas têm muitos accionistas, já sabemos. Que não pareça haver recursos suficientes para eliminar essa restrição ao nosso sistema político, é que me parece de lamentar.
Está-se mesmo a ver, entretanto, quem pode ser o beneficiário líquido desta situação. Os que já fazem fila para comprar as partes doces das empresas públicas sabem bem o que é uma oportunidade. E não a perderão.

2 comentários:

MFerrer disse...

A História não deixará de condenar claramente - pode ser daqui a algumas décadas! - todos os que serviram objectivamente a Direita mais tradicionalç e mais cretina. pois esses são características desentranháveis daqueles miseráveis intectuais!
A esquerda, que os serviu, passará às folhas dos livros, como expoentes da imbecilidade, no anedotário da indigência ética e política!

joaninha versus escaravelho disse...

Iznogoud! AH! AH! :)