02/05/11

a beatificação e os beatos de trazer por casa

A propósito da beatificação de João Paulo II publiquei aqui no sábado passado o apontamento uma beatificação política.
As reacções de alguns blogueiros a esse apontamento confirmam o meu ponto. Por exemplo, este enquadramento político-partidário do meu texto, embora talvez inadvertidamente (não acredito que o autor tenha querido dar-se como exemplar do carácter político que eu, precisamente apontava), é uma ilustração corriqueira do que eu estava a querer dizer.
Note-se que até procurei escrever um texto sereno acerca da questão. Querendo ser provocatório teria optado, por exemplo, por destacar a fotografia de João Paulo II ao lado do sanguinário ditador Pinochet (1987).
Mas há sempre uns beatos de trazer por casa que só sabem debater ideias com fósforos por perto. Esse é, precisamente, o lado terrível da religião: os "crentes" que continuam a ser adeptos da idolatria.


3 comentários:

Daniela Pamplona disse...

beautifull!

Anónimo disse...

ignorância pura

Porfirio Silva disse...

Olha, outro comentador que só deixa a assinatura... Mas este tem nome próprio ("ignorância") e nome de família ("pura").