07/04/11

desde ontem à noite que vai por aí uma alegria


Sou eu que sou ingénuo. Nunca pensei que "certas vozes" mostrassem tanta alegria com a "ajuda externa". Uma volta pelas "redes sociais" e pela blogosfera dá a ver como já não há (alguma vez houve?) vergonha nenhuma em assumir. Estão todos aos pulos, porque "vergaram o Sócrates". Apenas um exemplo, ainda assim dos mais discretos e com poucas palavras: "simplesmente divinal", dizia ele, citando o José Mário Branco e o FMI. (Agora já tirou o "simplesmente divinal" e colocou uma dedicatória, mas ele sabe e eu sei que o "simplesmente divinal" que lá esteve é muito mais expressivo).

Sem comentários: